RPG FOCADO #1

28/09/2014 12:40

 

    O RPG focado é uma das series que estou colocando aqui, não tinha nome por qué ainda não era focado, como assim focado? Veja: 
            Todo o RPG é dividido em partes! Então aos poucos falarei sobre essa parte e como se pode adaptar ela na educação, é como montar um corpo humano: Cabeça, tronco e membros.
            Começaremos focando em:  

FICHA

    O conceito de ficha é algo simples: É onde está todos os dados do personagem. (No caso aluno) é como um "histórico escolar". É ao meu ver o passo mais importante a ser dado e decidido, uma ficha não se faz sozinha, ela é feita em conjunto com o sistema que são as regras. Depende muito do seu projeto usando o rpg para o tipo de ficha e sistema que irá escolher. Vamos parar de só falar e vamos a pratica:


                                                                    www.coisinhaverde.com/mightyblade/download/ficha11.jpg

Essa demonstrada é uma ficha do sistema para jogos medievais em rpg Mighty Blade 2. Tudo que nela tem interage com o sistema o qual falaremos em outra focagem (não sei se essa palavra existe). Mas da para ver partes que podem ser comuns a MUITOS rpgs, inclusive a educativos a quais podem criar. Por exemplo, a parte pessoal. (Vou analisar essa ficha para ter uma ideia )

Na parte pessoal temos:
Nome: Onde a pessoa coloca o nome do personagem.
Jogador: Nome real da pessoa.
Raça: No caso a raça a qual o personagem pertence. ( Neste caso existem algumas clássicas como Orc, Minotauro, Humano, Elfo... )
Classe: No mundo real seria como uma profissão ou no que se é bom. Aqui da para fazer vários links o qual ainda falarei nesta postagem.
Nível: É o quão de progresso esta o personagem.
Motivação: O que faz o personagem seguir em frente. (Tó sentindo que teremos que ter outra postagem sobre Ficha kkkk).

Agora vamos focar em classe:

Uma ideia que tenho é a seguinte: Ao inicio das atividades com sua turma em seu sistema, passe um teste. Neste teste deve conter noções básicas de todas matérias e coisas optativas como o achar do aluno. Exemplo: Qual sua(s) Matéria(s) predileta? Etc... com isso pode começar a montar a ficha dos alunos. Um aluno bom em química pode ser um Alquimista(classe que é o químico antigo hehehe), bons em esporte podem ser guerreiros, bons em física arqueiros, bons em biologia druidas(Classe que meche com as forças da natureza), bons em português escribas, bons em historia aventureiros ou escudeiros e assim vai. 

Focando no nível:

Ao meu ver o nível pode chegar a substituir a nota ou parte dela. Se até o final o aluno conseguiu nível 10, ele conseguiria a nota máxima. Existe uma escola de sucesso fictícia que demonstra bem isso! Lá existem as provas normais, porem as "casas" competem entre si, já sabe a qual estou falando? Sim isso mesmo Hogwarts.

                                               http://img2.wikia.nocookie.net/__cb20120128145344/harrypotter/images/b/bd/Dhogwarts.jpg

A famosa escola de Bruxaria e feitiçaria da coleção de livros de Harry Potter. No caso delas essa nota de casas, não conta como critério para passar de ano, porem é super importante e muito focada como uma disputa intercolegial por exemplo

As outras partes do pessoal não vejo muita importância no momento.

No próximo RPG FOCADO: 

Atributos: Como definir, para que servem, rolando dados. =D

Abraço e comente caso gostou e caso não gostou também. 

 

 

Comentários

RPG x interface para o ensino

Data: 05/10/2014 | De: Jorge Valpaços

Interessante mesmo os gatilhos para relacionar RPGs com educação formal. Boas associações. Mas acho que poderíamos pensar em algumas nuances, olha só:
1. Ainda que seja coerente que alguém que curte química fosse o alquimista, não seria interessante/compensador que ele jogasse com um "oposto" a isto, por exemplo, alguém com um foco maior em elementos físicos? Digo isso porque a educação visa a formação integral e é interessante termos a visão "do outro" na vida, pensar fora da caixa, etc. Ganharia mais um "ponto de desafio" quem saísse de seu "mundo" e olhasse em perspectiva para os problemas de acordo com a visão "do outro".
2. Não sei se concordo com a questão dos "níveis" sendo recompensas para notas... sei lá, talvez isso seria um atrativo para os alunos com maior rendimento para o jogo, mas afastaria quem não tem grande rendimento nas disciplinas apriorísticamente.

AH! Divida suas ideias no grupo do facebook (Oficinas de RPG), pois assim poderemos conversar melhor sobre os temas que desenvolve, daí vamos nos ajudando.

Abraços!

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!